Spirulina, um superalimento


Já tinha ouvido falar da spirulina, tenho inclusive em pó e utilizo nos batidos, muito menos vezes do que gostaria, pois não é muito prático.

Foi por isso que, quando pesquisei a fundo acerca desta alga e percebi a quantidade de vantagens, optei pelos comprimidos, para garantir que a incluía na minha alimentação.

De acordo com informações que fui encontrando online, a spirulina foi descoberta por investigadores, quando estudavam uma tribo Africana. A tribo era muito pobre e tinha acesso limitado a frutas, legumes e carnes, mas os elementos da mesma permaneciam saudáveis, devido ao consumo regular de uma alga, a spirulina.

Esta alga é predominantemente composta por proteínas – entre 60 e 70% - e contém todos os aminoácidos essenciais (aqueles que o corpo humano não consegue produzir e que por isso devem ser obtidos através da alimentação), que são vitais para o crescimento e reparação dos tecidos. A spirulina é por isso excelente para atletas como uma fonte de proteína e ação de regeneração após a atividade física.

Contém elevados níveis de minerais: ferro, zinco, selénio, potássio e cálcio, que contribuem para o desenvolvimento de ossos e das células saudáveis do sangue, e ajudam a aumentar a imunidade. O consumo de spirulina nos períodos de doença aumenta a capacidade do organismo em lutar contra as infeções.

É rica em vitaminas B1, B2, B3, B6 e B9, necessárias ao equilíbrio do sistema nervoso e a uma boa saúde geral, vitamina D que, juntamente com o cálcio ingerido, pode ajudar a prevenir doenças dos ossos, como o raquitismo e osteoporose e pró-vitamina A (Betacaroteno) que mantém a visão saudável. O teor em betacaroteno da spirulina é dezenas de vezes superior ao da cenoura e contém 300 vezes mais cálcio do que o leite.

Entre os ácidos gordos essenciais predomina o ácido gama linoleico, importante para o correto funcionamento do sistema nervoso. Os investigadores sugerem que o consumo regular de spirulina ajuda à função cerebral aumentando a capacidade de concentração e de memória.

Esta alga contém também níveis elevados de antioxidantes naturais, tais como a vitamina C e a vitamina E, que neutralizam radicais livres, limitam os danos celulares e previnem os sinais prematuros de envelhecimento e fortalecem o sistema imunitário.

A cor verdeazulada da Spirulina é devida aos pigmentos de clorofila e ficocianina. Ambos contribuem para a desintoxicação do organismo por se ligarem a metais pesados e aos resíduos do metabolismo.

A spirulina é ainda uma fonte natural de iodo, elemento químico essencial para uma boa função da tiroide. A tiroide produz as hormonas que regulam o crescimento e o metabolismo. Tem sido demonstrado que as dietas deficientes em iodo levam a lentidão mental, colesterol elevado, fadiga, aumento de peso, depressão e bócio (aumento de volume da tiroide).

Se fizerem um search no Google ou no Pinterest encontram imensa informação acerca da Spirulina. Este Top 16 de Benefícios faz um apanhado bastante completo e, por isso, achei que fazia sentido partilhar.  


Spirulina: o que é? 

A Spirulina é uma alga microscópica azul-esverdeada, com a forma de uma espiral perfeita. A sua cor deve-se à elevada concentração de clorofila e de um outro pigmento: a ficocianina. Ambos possuem uma acção desintoxicante, que se traduz na forma como se ligam às toxinas, metais pesados e outros resíduos resultantes do metabolismo e os expulsam do organismo. Vive tanto em água salgada como doce e é um dos alimentos mais nutritivos do planeta, contendo 60% de proteína imediatamente absorvível pelo organismo: mais do que a carne vermelha e a soja e sem os seus efeitos adversos, tais como o alto nível de toxinas, na primeira e a elevada probabilidade de ser geneticamente modificada, na segunda.

Quais os seus principais benefícios? 

A Spirulina é uma das mais antigas formas de vida existentes na Terra. Possui elevados níveis de clorofila (apenas superada pela Clorela), bem como de muitos outros nutrientes, nomeadamente:

Vitaminas - B6 (para regular a actividade hormonal e reforçar o sistema imunitário), B12 (para um sistema nervoso saudável e formação normal dos glóbulos vermelhos) e E (com efeito antioxidante e protector das células, contra a ação dos radicais livres);

Minerais - cálcio (promove a saúde dos ossos), ferro (facilita a oxigenação e a formação da hemoglobina) de e potássio (regula a pressão arterial e promove um funcionamento muscular saudável).

Como deve ser utilizada? 

2 comprimidos (0,5g cada) três vezes por dia.

Catarina Silva

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Sem comentários:

Enviar um comentário